REVISTA DIGITAL ONLINE: MOTIVOS PARA PUBLICAR E DESAFIOS

POR ADRIANO RODRIGUES

   Pro­du­zir revis­ta onli­ne não é tare­fa das mais fáceis. Pode­mos encon­trar vári­os mode­los publi­ca­dos na web, mas a mai­o­ria não con­se­gue obter um bom resul­ta­do. Mui­tas revis­tas publi­ca­das explo­ram ape­nas o ambi­en­te em que elas estão depo­si­ta­das, a inter­net.  Vale res­sal­tar aqui que mui­tas des­sas revis­tas bus­cam uma apro­xi­ma­ção com a iden­ti­da­de grá­fi­ca em rela­ção à sua ver­são impres­sa ou cri­am uma iden­ti­da­de que se apro­xi­me ao máxi­mo do que seja uma revis­ta. O gran­de pro­ble­ma é que a pro­cu­ra por esta apro­xi­ma­ção não tem encon­tra­do bons resul­ta­dos.

   Fazer revis­ta digi­tal onli­ne requer mui­to tra­ba­lho e o que vemos é que mui­tas edi­to­ras estão pre­o­cu­pa­das ape­nas em ter uma revis­ta na inter­net, mas esque­cem que, para que o pro­du­to final seja de qua­li­da­de, não bas­ta ape­nas man­ter a qua­li­da­de edi­to­ri­al – isto é obri­ga­ção. Desen­vol­ver uma revis­ta digi­tal onli­ne que pos­sa obe­de­cer e con­tem­plar vári­os cri­té­ri­os do meio revis­ta e da tec­no­lo­gia digi­tal requer conhe­ci­men­to de cau­sa, inves­ti­men­to e mui­ta dedi­ca­ção até che­gar ao bom pro­du­to final.

Revis­ta Digi­tal ASI­DE. Temos aqui a capa e par­te inter­na da revis­ta

   O mode­lo de revis­ta que que­re­mos imple­men­tar visa sanar os inú­me­ros pro­ble­mas encon­tra­dos nas revis­tas onli­ne atu­ais. Se lis­tar­mos o que pre­ten­de­mos, encon­tra­re­mos inú­me­ros desa­fi­os, mas vale a pena aqui res­sal­tar o que bus­ca­mos em nos­so mode­lo de revis­ta digi­tal onli­ne. O que pre­ten­de­mos é:

1 — Cri­ar uma revis­ta digi­tal onli­ne que use pla­ta­for­ma de publi­ca­ção digi­tal, o que faci­li­ta o pro­ces­so de pro­du­ção;

2 – Fazer um mode­lo que use a inter­net como supor­te para publi­car o con­teú­do;

3 – Bus­car um mode­lo de revis­ta que seja mul­ti­pla­ta­for­ma, que ‘rode’ em com­pu­ta­dor, tablet e smartpho­ne;

4 –  Pre­ser­var as par­ti­cu­la­ri­da­des que defi­nem o meio revis­ta, res­pei­tan­do prin­ci­pal­men­te o pro­je­to grá­fi­co;

5 – Cri­ar um mode­lo que, ape­sar de estar na inter­net, rode nos dis­po­si­ti­vos móveis em for­ma de apli­ca­ti­vo;

6 – Eli­mi­nar o alto cus­to das pla­ta­for­mas de publi­ca­ção digi­tal;

7 – Levar a revis­ta para o ambi­en­te onli­ne por vári­os moti­vos, mas os mais impor­tan­tes são for­ne­cer con­teú­do para o ambi­en­te onli­ne, ter uma for­te pre­sen­ça na inter­net, difun­dir o con­teú­do da revis­ta para um públi­co mai­or;

8 – Tra­zer para a revis­ta digi­tal o máxi­mo de bene­fí­ci­os que a inter­net traz (um recur­so impor­tan­te e inte­res­san­te é poder tra­ba­lhar com métri­cas e isso pode ser fei­to de for­ma gra­tui­ta);

9 – Pos­si­bi­li­tar a inclu­são de mais títu­los de revis­ta para a publi­ca­ção digi­tal com as faci­li­da­des encon­tra­das na publi­ca­ção de revis­ta onli­ne;

10 – Demo­cra­ti­zar a pro­du­ção e a difu­são de con­teú­dos de revis­ta em ambi­en­tes onli­ne. O que bus­ca­mos em nos­sa pes­qui­sa não é inven­tar a roda, ser dono da razão ou cri­ti­car­mos os mode­los de revis­ta já implan­ta­dos.

   O que bus­ca­mos é encon­trar um cami­nho viá­vel e que con­tem­ple ao máxi­mo o que seja uma revis­ta digi­tal. Esta bus­ca aju­da­rá na melho­ra de qua­li­da­de das revis­tas digi­tais, aju­da­rá as edi­to­ras, os anun­ci­an­tes e prin­ci­pal­men­te os lei­to­res.

   Nos­sa inqui­e­ta­ção se ini­ci­ou com o alto cus­to das pla­ta­for­mas de revis­tas digi­tais, prin­ci­pal­men­te a da Ado­be DPS. Nes­te mode­lo de publi­ca­ção, mui­tas edi­to­ras publi­ca­ram suas revis­tas digi­tais em pla­ta­for­mas mais bara­tas e essas pla­ta­for­mas não con­tem­plam a qua­li­da­de do pro­du­to final. Embo­ra mais viá­veis do pon­to de vis­ta finan­cei­ro, são inviá­veis do pon­to de vis­ta fun­ci­o­nal, ou seja, as revis­tas digi­tais que se uti­li­zam des­te mode­lo de pla­ta­for­ma de publi­ca­ção digi­tal estão em ambi­en­tes onli­ne, mas não são con­si­de­ra­das revis­tas digi­tais, pois não con­tem­plam mui­tas das carac­te­rís­ti­cas das revis­tas.

   Por con­ta dis­so, as edi­to­ras bus­ca­vam depo­si­tar suas publi­ca­ções em pla­ta­for­mas com bai­xa qua­li­da­de tec­no­ló­gi­ca, pois as gran­des pla­ta­for­mas têm um cus­to mui­to alto. Nos­sa pro­pos­ta visa a resol­ver esta lacu­na, uti­li­zan­do pla­ta­for­ma de publi­ca­ção digi­tal (Word­Press) base­a­da na web, com sis­te­ma de auto­ma­ção e per­so­na­li­za­ção dos recur­sos digi­tais e, prin­ci­pal­men­te, com bai­xo nível de inves­ti­men­to finan­cei­ro.

   Acre­di­ta­mos que mui­tos dos mode­los de pla­ta­for­mas de publi­ca­ção digi­tal estão erra­dos, mes­mo o Ado­be DPS. Quan­do as revis­tas digi­tais são fecha­das e adi­ci­o­na­das às pla­ta­for­mas, o resul­ta­do do arqui­vo gera­do é um arqui­vo de ima­gem e não lin­gua­gem de hiper­mí­dia. O que as pla­ta­for­mas entre­gam é uma simu­la­ção equi­vo­ca­da do que seja lin­gua­gem HTML, é só uma apa­rên­cia, é um tru­que visu­al, pois o que vemos é ape­nas um arqui­vo de ima­gem, base­a­do em for­ma­tos de arqui­vos JPG, PNG e até mes­mo PDF. As inte­ra­ti­vi­da­des apli­ca­das são recur­sos pon­tu­ais, que tam­bém simu­lam lin­gua­gens de pro­gra­ma­ção base­a­das no HTML. Este é um dos moti­vos pelos quais este tipo de publi­ca­ção tem ver­sões estra­nhas para inter­net. Isso quer dizer que as pla­ta­for­mas, em bus­ca de uma faci­li­ta­ção de pro­du­ção por par­te dos dia­gra­ma­do­res e desig­ners, desen­vol­ve­ram um mode­lo de publi­ca­ção digi­tal base­a­do em ima­gens, sem van­ta­gens no ambi­en­te digi­tal conec­ta­do, des­per­di­çan­do, assim, toda for­ça da inter­net.

   Outro gran­de pro­ble­ma encon­tra­do nes­te tipo de pla­ta­for­ma é o pro­ces­so de pro­du­ção para os diver­sos for­ma­tos e dis­po­si­ti­vos móveis. Como já é sabi­do, pro­du­zir para tablets e smartpho­nes, nos mode­los de pla­ta­for­mas implan­ta­dos não é fácil. A gran­de difi­cul­da­de é que para cada tama­nho de apa­re­lho, é pre­ci­so pro­du­zir um for­ma­to médio, a que ele se adap­ta, de for­ma gros­sei­ra, aos for­ma­tos pró­xi­mos, tan­to para mais, quan­to para menos. Para se pro­du­zir para tablet e smartpho­ne, é neces­sá­rio fazer, no míni­mo, duas pro­du­ções, isso se a pla­ta­for­ma que você esti­ver usan­do per­mi­tir ver­sões para os diver­sos dis­po­si­ti­vos e sis­te­mas ope­ra­ci­o­nais. No mode­lo de revis­ta digi­tal onli­ne, com tec­no­lo­gia res­pon­si­va, este pro­ble­ma é sana­do, pois, após a sis­te­ma­ti­za­ção do pro­je­to grá­fi­co, esta situ­a­ção será resol­vi­da e, caso haja pro­ble­mas pon­tu­ais, as cor­re­ções são fei­tas de for­ma sim­ples.

   Os sis­te­mas ope­ra­ci­o­nais são tam­bém pedras nos sapa­tos das pla­ta­for­mas de publi­ca­ções digi­tais. Para cada sis­te­ma o desa­fio é dife­ren­te. O fato de serem pla­ta­for­mas, os pro­ble­mas já foram resol­vi­dos, mas para cada sis­te­ma exis­te uma per­da de recur­sos, ou seja, os recur­sos que podem haver em um sis­te­ma, podem não estar dis­po­ní­veis no outro. O sis­te­ma ope­ra­ci­o­nal base de refe­rên­cia para publi­ca­ção digi­tal é o sis­te­ma IOS, sis­te­ma este encon­tra­dos nos iPods, iPho­nes e iPad; depois, as aten­ções são vol­ta­das para o sis­te­ma Android e, por últi­mo, a pre­o­cu­pa­ção dos desen­vol­ve­do­res das pla­ta­for­mas de publi­ca­ção digi­tal é vol­ta­da para o sis­te­ma da Micro­soft, o Win­dows Pho­ne. Cada sis­te­ma ope­ra­ci­o­nal tem sua tec­no­lo­gia e esta­bi­li­da­de, além de sua rele­vân­cia nas ven­das dos apa­re­lhos.

   Por essas e outras ques­tões é que as pla­ta­for­mas vol­ta­ram seus esfor­ços e pre­fe­rên­ci­as para cri­a­rem seus sis­te­mas de publi­ca­ções digi­tais.

   A reso­lu­ção des­tes e outros pro­ble­mas fazem da publi­ca­ção de revis­tas digi­tais em ambi­en­tes onli­ne uma solu­ção extre­ma­men­te inte­res­san­te do pon­to de vis­ta fun­ci­o­nal, prá­ti­co e comer­ci­al. Os argu­men­tos apre­sen­ta­dos nos demons­tra­rão inú­me­ras van­ta­gens em pro­du­zir revis­ta digi­tal onli­ne.