Jornal digital no mobile é acessível para todos os veículos

     No mun­do intei­ro, os jor­nais têm se adap­ta­do ao novo for­ma­to digi­tal. Depois de anos de  der­ro­tas dos jor­nais impres­sos e cor­tes nas equi­pes as reda­ções final­men­te encon­tra­ram o pon­to de equi­lí­brio. Encer­ran­do a era das fake news e mer­gu­lhan­do no digi­tal vemos que o futu­ro está no jor­nal digi­tal no mobi­le. Pos­si­bi­li­tan­do simul­ta­ne­a­men­te reda­ções mais enxu­tas, melho­res for­mas de publi­ci­da­de e notí­ci­as ins­tan­tâ­ne­as de qua­li­da­de com sua legi­ti­mi­da­de veri­fi­ca­da.

     Um dos mai­o­res desa­fi­os para o jor­na­lis­mo no tem­po da inter­net é a ven­da de infor­ma­ção. Como fazer usuá­rio se sen­tir moti­va­do a pagar por infor­ma­ção em um ambi­en­te onde a infor­ma­ção é abun­dan­te e gra­tui­ta? A pés­si­ma pas­sa­gem do papel para o digi­tal foi uma das prin­ci­pais cau­sas para a per­da de inte­res­se. O arqui­vo fecha­do em PDF, sem fun­ci­o­na­li­da­des de pes­qui­sa e pou­cas opções de inte­ra­ti­vi­da­de sen­do qua­se um anta­go­nis­ta do digi­tal. Nes­se con­tex­to, sur­ge um gran­de espa­ço para se rein­ven­tar ao se pen­sar no jor­na­lis­mo digi­tal no mobi­le.

   A tran­si­ção para o digi­tal ain­da está acon­te­cen­do, mes­mo com alguns pio­nei­ros no mer­ca­do como a Gaze­ta do Povo de Curi­ti­ba, que fez um inves­ti­men­to mili­o­ná­rio para se ade­quar ao jor­na­lis­mo digi­tal no mobi­le. Como foi fala­do ante­ri­or­men­te, o futu­ro está no mobi­le e a se adap­tar as mudan­ças irá sal­var os veí­cu­los tra­di­ci­o­nais.

   O inves­ti­men­to fei­to pela Gaze­ta do Povo não foi pou­co, foram inves­ti­dos cer­ca de 23 milhões de reais na tran­si­ção. A infra­es­tru­tu­ra foi com­ple­ta, des­de pla­ta­for­ma de publi­ca­ção até trei­na­men­tos e com a fer­ra­men­ta e expan­são de equi­pes. Atra­vés da reor­ga­ni­za­ção das edi­to­ri­as foi pos­sí­vel mon­tar equi­pes meno­res, mais espe­cí­fi­cas e pos­si­bi­li­tou que a Gaze­ta ficas­se mais com­ple­ta. Se adap­tan­do total­men­te ao for­ma­to de jor­nal digi­tal no mobi­le, a Gaze­ta con­se­guiu garan­tir seu espa­ço com seus novos assi­nan­tes.

   A deci­são da Gaze­ta de se can­ce­lar qua­se total­men­te o jor­nal impres­so entre­ga uma ten­dên­cia de mer­ca­do, a trans­for­ma­ção dos jor­nais impres­sos em arti­gos de luxo. Com as maté­ri­as sen­do publi­ca­das duran­te a sema­na no jor­nal digi­tal no mobi­le, ape­nas as edi­ções de sába­do con­ti­nu­a­ram impres­sas. Com maté­ri­as exclu­si­vas do impres­so, mais apro­fun­da­das revi­si­tan­do os prin­ci­pais fatos da sema­na e com um aca­ba­men­to grá­fi­co espe­ci­al.

   Jor­na­lis­tas estão pas­san­do por uma gran­de reci­cla­gem para o uso da pla­ta­for­ma, prin­ci­pal­men­te os mais velhos que resis­tem em se adap­tar. Os recur­sos do jor­nal digi­tal no mobi­le que per­mi­tem uma for­ma de notí­ci­as ins­tan­tâ­ne­as e inte­ra­ti­vas, trans­for­man­do a pro­du­ção de con­teú­do. Com a pos­si­bi­li­da­de de trans­mis­são de víde­os ao vivo, áudi­os e noti­ci­as ao vivo a pro­fis­são do jor­na­lis­mo muda com­ple­ta­men­te. Jor­na­lis­tas capa­ci­ta­dos para a pro­du­ção de con­teú­do dinâ­mi­co para o jor­na­lis­mo digi­tal no mobi­le é vital para o suces­so do veí­cu­lo. Prin­ci­pal­men­te com a cur­tís­si­ma vida útil que a inter­net deu para as notí­ci­as, fazen­do-as ficar velhas em ques­tão de horas.

Jornal digital no mobile é apenas para os grandes veículos?

     Res­pon­den­do de manei­ra bre­ve, não. Assim como gran­des veí­cu­los con­se­guem inves­tir em jor­nais digi­tais no mobi­le, peque­nos veí­cu­los podem se aven­tu­rar na comu­ni­ca­ção digi­tal. O inves­ti­men­to de 23 milhões de reais fei­to pela Gaze­ta está lon­ge da rea­li­da­de da mai­or par­te dos veí­cu­los naci­o­nais. Prin­ci­pal­men­te após os anos de retra­ção do mer­ca­do edi­to­ri­al e da “riva­li­da­de” com a inter­net.

     Veí­cu­los locais estão sumin­do, revis­tas de bair­ro estão fican­do cada vez menos comuns e uma gran­de quan­ti­da­de de jor­na­lis­tas desem­pre­ga­dos. Uma situ­a­ção ver­da­dei­ra­men­te catas­tró­fi­ca quan­do em com­pa­ra­ção com o pas­sa­do, as gran­des reda­ções e equi­pes de jor­na­lis­tas exter­nas. Espe­ci­al­men­te após a ten­ta­ti­va de se usar o PDF como for­ma de entre­gar o con­teú­do das revis­tas ou jor­nais. Mas qual o pro­ble­ma do PDF? Sim­ples­men­te falan­do, a exten­são .pdf fecha com­ple­ta­men­te um arqui­vo, dei­xan­do todo o con­teú­do dele fora dos meca­nis­mos de bus­ca do Goo­gle. Ao ado­tar esse for­ma­to ao entrar no mer­ca­do digi­tal, jor­nais e revis­tas per­de­ram mui­to da atra­ti­vi­da­de para patro­ci­na­do­res e publi­ci­tá­ri­os. O res­tan­te da his­tó­ria já é conhe­ci­da, redu­ção no lucro, cor­tes de gas­tos e de equi­pes e por fim encer­ra­men­to de ati­vi­da­des de diver­sas revis­tas e jor­nais.

    Mas essa situ­a­ção está cada vez mais pró­xi­ma de se tor­nar pas­sa­do. Atu­al­men­te diver­sas pla­ta­for­mas já estão se pre­pa­ran­do para aten­der as neces­si­da­des de um jor­nal digi­tal no mobi­le. Com pla­ta­for­mas desen­vol­vi­das pen­san­do na faci­li­da­de da publi­ca­ção e nos recur­sos inte­ra­ti­vos para os lei­to­res, o fôle­go do jor­na­lis­mo renas­ce.

     A opção de desen­vol­ver uma pla­ta­for­ma úni­ca para seu veí­cu­lo, con­ti­nua sen­do uma opção, assim como foi fei­to pela Gaze­ta do Povo. Porém seu alto cus­to finan­cei­ro invi­a­bi­li­za a prá­ti­ca para reda­ções meno­res. Assim as Pla­ta­for­mas de Publi­ca­ção Onli­ne são as melho­res situ­a­ções para unir os recur­sos de SEO, inter­fa­ce per­so­na­li­zá­vel e mobi­le-fri­en­dly.

Jornais digitais no mobile funcionam como a RDO?

   Nes­se con­tex­to, sur­giu a RDO. Para unir as van­ta­gens do for­ma­to publi­ca­ção onli­ne com a qua­li­da­de de pro­du­ção de con­teú­do de revis­tas espa­lha­das pelo país. Com “pro­je­tos pron­tos” que con­se­guem aten­der neces­si­da­des bási­cas qual­quer tipo de cli­en­tes até pro­je­tos avan­ça­dos para per­so­na­li­zar recur­sos da pla­ta­for­ma. A RDO con­se­gue aten­der todas as neces­si­da­des das reda­ções para a adap­ta­ção aos jor­nais digi­tais no mobi­le.

   A pre­o­cu­pa­ção ao se con­si­de­rar o mobi­le ao pen­sar em jor­na­lis­mo digi­tal é o dife­ren­ci­al da RDO. Ao pro­je­tar seus sites com pla­ta­for­mas res­pon­si­vas para qual­quer tipo de tela, já dei­xa­mos uma fun­da­ção para o desen­vol­vi­men­to de apli­ca­ti­vos que inte­gram a inter­fa­ce do por­tal onli­ne com um apli­ca­ti­vo nati­vo com fun­ci­o­na­li­da­des espe­ci­ais. Com dis­po­ni­bi­li­da­de para iOS e Android, a Pla­ta­for­ma Digi­tal Onli­ne é uma pla­ta­for­ma ide­al para ini­ci­ar o mode­lo de reda­ção digi­tal.

   O sis­te­ma de publi­ca­ção é faci­li­ta­do devi­do a inte­gra­ção com a pla­ta­for­ma word­press. Per­mi­tin­do um con­tro­le faci­li­ta­do sobre auto­res, revi­são e edi­ção de pos­ta­gens edi­to­res con­se­guem geren­ci­ar uma equi­pes facil­men­te. A pla­ta­for­ma tam­bém é pen­sa­da para man­ter um bom rela­ci­o­na­men­to com os bus­ca­do­res do Goo­gle. Com um sis­te­ma de SEO intui­ti­vo os auto­res con­se­guem pro­du­zir tex­tos que vão tra­zer resul­ta­dos em aces­sos, ten­do o supor­te e uma pla­ta­for­ma de cur­sos que vai garan­tir o trei­na­men­to dos reda­to­res.

   Quer conhe­cer mais sobre a RDO veja mais no link e entre em con­ta­to!