COMPUTAÇÃO EM NUVEM — ARMAZENAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DA REVISTA DIGITAL

POR ADRIANO RODRIGUES

O mercado de distribuição das revistas impressas é restrito e complexo, pois envolve logística, armazenamento, transporte, pessoas etc. Esses fatores acabam encarecendo muito as publicações das revistas, pois, além de complexos, exigem muito investimento, organização e logística. Outro fator que atrapalha muito o sistema de distribuição convencional é que as publicações não chegam a todo lugar, ficam restritas aos grandes centros e bancas com maior poder de venda.

Já o formato de distribuição digital vem quebrando paradigmas, pois toda estrutura apresentada no modelo da revista tradicional cai por terra, já que o conceito muda, tornando a distribuição mais rápida, de longo alcance e bem prática. O armazenamento é feito em grandes Data Centers, das grandes empresas como AppleMicrosoftGoogleAmazonAdobe, e a distribuição fica acoplada nos aplicativos da revista digital em forma de banca digital. O modelo de compra e assinatura está na mão do leitor, ou melhor, nas pontas dos dedos, já que estamos em ambientes digitais com telas sensíveis ao toque (touch). Veja abaixo a imagem do Data Center da Microsoft.

Data center Microsoft em San Antonio - Texas

O sistema de armazenamento digital é conhecido como computação nuvem (cloud computing). Para explicarmos de forma simples a computação em nuvem, podemos dizer que o armazenamento de dados fica em grandes Data Centers e o acesso a esses arquivos é feito via internet, ou seja, o conteúdo fica armazenado na internet, podendo ser acessado de qualquer lugar do mundo. Por isso a alusão à nuvem, os dados não precisam ser armazenados em equipamentos físicos como Pen Drives, CDs, HDs externos etc, podendo ser acessados por meio de computadores, tablets e smartphones.

A tecnologia da computação em nuvem tem inúmeras vantagens. Se pensarmos na revista digital, que é nosso objeto de estudo, podemos elencar várias:

  1. Os leitores de revista digital não precisam mais guardar as revistas físicas, já que estão armazenadas na internet, só precisam acessá-las, em alguns casos, fazer download e consumir o conteúdo, podendo levar suas publicações para qualquer lugar, sem a necessidade de carregar pesos e ocupar espaços;
  2. As revistas podem ser atualizadas ou até mesmo corrigidas em tempo real. Dependendo da forma e da plataforma em que a revista foi depositada, o leitor recebe um aviso de atualização, atualiza o conteúdo e tem suas alterações feitas na hora. Se formos comparar com a revista impressa, para realizar este procedimento seria necessária a reimpressão e esse processo demandaria dinheiro e tempo;
  3. Dependendo da forma como a revista digital foi projetada, pode-se compartilhar o conteúdo de forma rápida e automatizada, além da possibilidade do compartilhamento por meio de redes sociais, aumentando, assim, a visibilidade da revista;
  4. O custo da hospedagem em nuvem é muito vantajoso, já que não há necessidade de montar uma infraestrutura gigantesca. Esse procedimento proporciona economia em equipamentos e capital humano. Os custos de toda a infraestrutura da computação em nuvem são compartilhados por muitas pessoas e organizações, por isso tornam-se vantajosos;
  5. Utilizando a computação em nuvem, os gastos com distribuição são eliminados, ou seja, a distribuição do conteúdo não é mais física e sim digital, portanto, o acesso pode ser feito de forma rápida e muito mais econômica.
Rolar para cima